< voltar

Cuidando

26 Abril
Ser mãe…

Ser mãe…

A maternidade é uma realidade que não vem com um manual de instruções: ninguém te manda um papel por correio com o passo a passo de como tudo deverá ser feito. Ela simplesmente acontece e ensina você a ser mãe, nem sempre da melhor maneira. 

Às vezes, ela pode ser doce, e em outras, amarga demais. Afinal, nem só de flores é feita a maternidade, né? E a gente sabe disso! Este é um contexto que modifica completamente a vida de uma mulher e a torna cheia de novos sentimentos. 

Se você já passou ou se identifica com essa fase, vai gostar da leitura. :)

 

O lado B da maternidade real 

As mães, principalmente as de primeira viagem, não generalizando, é claro, usam os recursos que têm para demonstrar o que tem sido chamado de “maternidade real”. Longe dos babadinhos, leitinho, soninho e tantos outros diminutivos, existe dor, existe dúvida e, muito, mas muito medo do que poderá vir pela frente.

Seu filho nasceu. E de repente, depois de todo o preparo para o nascimento, você se dá conta de que é tudo muito diferente do que imaginava. As incertezas e inseguranças dos primeiros meses costumam derrubar bem rápido a ideia da maternidade idealizada.

Seria lindo se o bebê dormisse a noite toda, se os parentes não interfirissem tanto no modo como você cria o seu próprio filho, se você reconhecesse o seu corpo depois de parir ou se os seus seios não ficassem tão doloridos. Diante de tantos "se", você acha que para por aí? Não: aí vem a preocupação de mãe, se o filho está dormindo bem, se está respirando ou se não engasgou.

A verdade é que a vida vira de ponta cabeça, sim! Agora, outra pessoa depende totalmente de você e dos seus cuidados. A sua rotina mudou e você se dedica totalmente para ele. Antes, de salto alto, perfume, maquiagem, sem hora exata para voltar, a mulher agora passa a viver o dia a dia entre fraldas, choros, roupinhas de bebê, cólicas, pediatra e muito mais. Parece que nos transformamos em outra pessoa? Fato! E a identidade pode ficar confusa demais neste momento.

"Quero minha vida de volta! Dormir a hora que quiser, acordar a hora que bem entender e tudo que fazia de volta" - quem nunca disse isso? Agora até para um simples xixi, a vida fica um pouco mais complicado. Podemos citar inúmeras fases difíceis aqui, mas elas passam! (Ainda bem!) 

 

Mãe perfeita 

A fórmula da mãe perfeita não existe, e a maternidade real não é nem um pouco glamourosa ou leve, como vemos por aí. Lembre-se que nenhuma mãe deve se sentir mal por estar mais cansada e isso não significa que você ame menos o seu filho, tá? 

Ainda assim, a maternidade é um momento incrível que você vai viver: ver aquele serzinho nos seus braços é uma sensação muito boa, pode acreditar! Apenas não romantize tanto esse momento, e não caia nessa de que passar por esse turbilhão de novidades deveria ser fácil, afinal, "você é mulher e nasceu pra isso". 

A maternidade se aprende e se constrói a cada dia. Antes de qualquer coisa, somos seres humanos, nos ferimos, choramos, perdemos a paciência, temos medo e culpa - e claro, muito amor por nossos filhos! <3>

Como puderam perceber, existem muitos desafios no caminho! Mas temos certeza que todas as mães fazem o seu melhor para passar por cima de cada obstáculo. Converse com o seu parceiro, com a sua família, com os seus amigos e, peça ajuda, se necessário. Você consegue! :) 

Até a próxima, pessoal!

 

Fonte: Eu Sem Fronteiras | Leiturinha | IG | Mães de Peito | Pais & Filhos  | Trocando Fraldas | Lunetas | Bol | Mulher Grávida | Globo